O propósito do nosso Sistema Imunológico (SI) é defender-nos contra invasores estranhos ou perigosos, por isso é necessário apostar em hábitos saudáveis que promovam o seu bem-estar, porque quanto mais saudáveis estamos, maior é a capacidade de resposta a possíveis infecções.   

Apesar de não haver provas de que os hábitos saudáveis possam ter interferência direta, impedindo o contágio pelo novo coronavírus, o sistema imunitário no seu normal funcionamento pode acelerar a recuperação e a pessoa infetada terá menos sintomas. Por isto, reunimos uma lista de boas práticas para reforçar o sistema imunitário e para se sentir melhor a cada dia.

Uma alimentação saudável e equilibrada é essencial para o seu bem-estar, garantindo que tem todos os nutrientes que precisa para reforçar e garantir um normal funcionamento do SI, assim como acautelar a ingestão em demasia de todos os alimentos menos saudáveis, ou seja, com mais açúcar e gordura.  Para o orientar pode utilizar a roda dos alimentos. Se seguir as suas indicações terá uma alimentação equilibrada.

A roda dos alimentos é constituída por sete grupos alimentares com porções diferentes que indicam quais devem ser ingeridos com maior e menor quantidade, sendo o maior grupo o dos “Cereais e derivados, Tubérculos” e o mais pequeno das “Gorduras e Óleos”. Garantir que está hidratado é fundamental porque a água é imprescindível à vida. Beba entre 1,5 a 3 litros por dia.

A atividade física contribui para a nossa saúde física e mental, nesse sentido a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda 1h30m de atividade física de intensidade moderada ou 1h15m de intensidade elevada por semana para adultos. A OMS desenvolveu um guia especialmente pensado para este momento, em que passamos muito mais tempo em casa, com alguns exercícios que poderá fazer e garantir que tem a atividade física que necessita.

Existem outros hábitos indispensáveis para a manutenção de uma vida saudável, como deixar de fumar.

Lembre-se que o consumo de bebidas alcoólicas compromete a capacidade de resposta do sistema imunitário. O seu consumo deve ser moderado.

Uma noite de sono de qualidade também fortalece o nosso sistema imunológico. A OMS recomenda entre sete a nove horas de sono por noite. Os distúrbios do sono ameaçam a saúde e qualidade de vida de cerca de 45% da população mundial, reduzindo a concentração, e diminuindo a produtividade académica e profissional.

A OMS define saúde como sendo um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças, reforçando a importância da saúde mental.